sábado, 10 de outubro de 2015

Um copo de cerveja


Emborco um copo de cerveja enquanto penso na vida. A psicologia deveria ser substituída pela cevada, porque ela está no momento de tristeza ou reflexão do homem só. Estamos num momento de paralisação das ações, o futuro me parece está se encaminhando para as obrigações mais fúteis que existem e sinceramente é cada dia mais difícil a adaptação. Amanhã jogaremos pedras nas divindades e isso não me surpreende tanto, seremos uns bandos de falastrões felizes, um a depreciar o outro, se vangloriar, se auto-intitular maioral em tudo, as crianças nascerão caladas porque o tempo se encaminha para o tédio profundo. O mundo sofrendo uma hemorragia interna enquanto emborco mais um copo de cerveja, e como isso é bom.

Um comentário: