domingo, 22 de setembro de 2013

Das velhas lendas

Crescei e veras o quanto te mantiveram sob o domínio de uma farsa
derrotas e vitórias com o mesmo sabor do despertar atrasado.
Crescei para ouvir infinitas vezes a mesma farsa teatral
bonecos ajoelhados no mesmo chão de Abraão.
Crescei para entrar no templo santificado
e orar diante dos seres mistificados.
Crescei para serdes escravos
dos homens santos do céu.
Crescei e sentiras odio
sob o teto celestial
Crescei no verbo
para sem verbo
até o final.
Crescer

Nenhum comentário:

Postar um comentário