domingo, 10 de março de 2013

Diálogos



Talvez você nunca foi você. Ultimamente estou mergulhada na concepção de que a gente nunca é quem acha que foi, que é ou será. Somos uma bagunça disso tudo, sabe? Um troço desintegrado de tal forma que a mais suave (ou não tão suave assim) mudança é capaz de tornar-nos estranhos ao, até então, tão palpável e tranquilizante 'nós'.Tipo um caleidoscópio, sabe? As partes estão todas ali, mas mudam a menor sacudidela. É, não é, e pode ser... tudo ali para quem conseguir ver, perceber ou só sentir... rs

                                                                                            Masquerade

E na verdade é isso mesmo viu Masq. Um simples vento de mudança nos torna tão estranho a tal ponto de chegar até a certa indagação de certeza com relação a diversas decisões que precisam ser tomadas para continuar a caminhada. É bem verdade, você não é o que parece. Decifre-se.

                                                                                             Jânio Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário