quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O eu que já se foi



 
Eu não sou mais aquele menino sentado à beira da estrada saboreando a vida.
Eu não sou mais aquele sonhador esquecido na terra do imaginar sem fim
Eu não sou mais aquele garoto com seu velho cão a brincar no quintal de casa.
Eu não sou mais aquele adolescente em cima do muro vendo sua primeira mulher nua.
Eu não sou mais aquela figura imaginativa a olhar pra lua em tempos de febre no laço familiar
O que tenho agora além do copo de cerveja e da memória rasgada, indesejada pelo próprio eu?
O sentimentalismo se foi desconfigurado, vagando na infernal arte de sobreviver.
Eu não tenho mais a certeza de dias melhores
Eu não tenho mais a paciência em meus braços
Eu não sou mais a flecha viajando em direção ao alvo
Eu não tenho mais o arco, perdeu-se em meio à bagunça existencial.
Eu não carrego mais o lampião entre corredores escuros
Eu não sou mais iluminado pelo lampião
Eu não sou mais o menino;
Eu não sou mais o garoto;
Eu não sou mais;
Eu não sou
eu
 

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

ROBERTA BAÊTA

Existem pessoas que necessitam tão fortemente de compreensão, nem que seja por uma fração de segundo, mas que essa compreensão venha carregada de sinceridade. Essa jovem de 17 anos ROBERTA BAÊTA de Minas Gerais cometeu suicídio no dia 28/12/2012 simplesmente por hipocrisia por parte da família e da maioria em seu círculo social em não aceitar o seu ateismo militante. A capacidade das pessoas em julgar outras pessoas pela crença e não pelo carater é nojento. MAS ENQUANTO HOUVER RAZÃO EXISTIREMOS E VAMOS EXTREMECER COM TODA FORÇA AS BASES DA SANTA HIPOCRISIA QUE REINA NESSE MUNDO INSANO.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Semeando o inconvencional - II






É preciso ser real e objetivo vendo o mundo não como uma passarela como pensam a maioria e sim enxerga-lo com seu realismo verdadeiro, é preciso ver o que vem aos nossos olhos e não imaginar, como é de costume.

Semeando o inconvencional - I







 Sim, o medo é a única coisa que ainda torna humano o homem, de resto são maquinas programadas.