sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A atual filosofia


E a filosofia que foi ainda é? Ou estão espremendo as agonias de uma sociedade que não cansa de evoluir? Os filósofos atuais se é que existem vivem da filosofia póstuma, pois a filosofia atual não vale nada, vivem das sobras que o passado deixou. Esse século não trouxe nada de saudável para uma filosofia apreciável, nada de inspirador, de motivador é a velha e empoeirada filosofia que ainda inspira, os velhos filólogos, as velhas receitas de pensar. A nova forma de pensamento envergonha de tão vago que é, de tão sujo pelo desespero de repousar na mídia que como um lobo devora rápido e transforma em reles ovelhinha.

Canso de presenciar tanta bobagem reunida em início de século, perco até vontade de visitar uma livraria, uma banca de revistas. Os imitadores de filósofos não sabem mais o que escrever não pensam sem antes voltar seu olhar para o devir. É uma verdadeira parafernália pensamentista, um vulcão cuspindo ignorância e despejando a larva fria dos instintos relaxados. A filosofia virou cinzas por que ela vai em busca do que é verdadeiro e hoje não se sabe mais o que realmente é verdadeiro, a filosofia sempre foi a dissecadora da moral e de suas compilações e hoje a moral é a lama onde se sustentam os porcos, a moral de hoje é uma moral doente, sifilítica dela já não se espera mais nada, nunca se esperou muita coisa.

A filosofia só existiu por que existia também uma utopia de verdade a ser alcançada. Essa utopia deixou de ser alimentada, logo, o ser humano percebeu que não passa de horizonte a utopia clamada em todo passado. A filosofia não é mais vulcão agora é cinzeiro onde se depositam as cinzas de um presente onde reina a ciência e a tecnologia em um alto processo de avanço nas profundezas dos mistérios.

2 comentários:

  1. Bom, eu não seria tão pessimista, afinal tivemos Wittgenstein e Sartre no século passado. Não dá para negá-los como grande filósofos, embora eu não acredite que se equiparem a alguns antigos, como Spinoza ou Hume.

    O que gostei nesse desabafo é que você tem uma inquietação semelhante à minha: quando a filosofia cria em verdade, quando acreditava que podia de algum modo transcender a cultura e alcançar algo imutável, ela não só produzia grandes filosófos, como eles também carregavam a humanidade nos braços. Parece-me que isso ficou bem dimuído por várias razões, como a compartimentação da filosofia em várias caixinhas que - no dito "respeito" de um pela outra - deixam de promover uma luta efetiva pela posse do discurso verdadeiro. Temos diversos filósofos com discursos contrários que se toleram, algo inadmissível na "antiguidade" (estou pensando no mundo pré-iluminismo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pq tem horas em que ouvir o PONDÉ falar é um verdadeiro martirio para os meus ouvidos. è preciso um pouco de autenticidade para falar por si só e ele não tem essa autenticidade. ele fala com um alto ego enjoativo, ele é um verdadeiro chato, mastiga uma filosofia atual sem sal, ou melhor dizendo sem tempero algum. não só ele mais uma maioria dessa atualidade de pensadores que cutuam uma filosofia postuma. Abraços valeu pela visita.

      Excluir