sábado, 16 de julho de 2011

Deus, entre outros inconvenientes

Um cacique, portanto, sob as vestes de um economista de Chicago. Essa é, de fato, a única imagem moral com a qual consigo representar o pai eterno a partir de sua descrição na bíblia e nos evangelhos. Ou seja, se a história é mesmo verdadeira, eu estou definitivamente frito.

Retirado do livro Deus, entre outros inconvenientes  Xavier Rubert de Ventós

3 comentários:

  1. Discordo em boa parte de suas postagens, no entanto considero muito o fato de ser sincero e falar o que pensa. Sem aquela coisa de querer agradar que hoje em dia é tão na moda.

    Jânio, abraço pra ti!
    Td de bom!

    ResponderExcluir
  2. A maioria discordam Rômulo, pois receber uma critica em cima do que se acredita desde a infância é como se fosse um trator passando por cima. O que mais me empolga é o fato de sempre está gargalhando com toda essa palhaçada em torno de um divino, isso é comico e irritante ao mesmo tempo. Abraços e seja bem vindo novamente.

    ResponderExcluir
  3. O crédulo, ou melhor, a crença em nível popular, é assim, quer dizer, não aceita crítica. Diferentemente, do modelo de fé defendido pela tradição intelectual cristã que trabalha em conjunto com a crítica em sua forma mais apurada, que é a da analítica.

    Abraço

    Sim, eu estou com um novo blog: www.romulocezar.com

    ResponderExcluir