terça-feira, 28 de junho de 2011

Instituições de ensino

Nos últimos anos nossas instituições de ensinos vêm sofrendo uma onda de barbárie que é inadmissível em um lugar que tem como missão formar indivíduos indeléveis na arte de salvaguardar valores. Não vejo mais algumas escolas brasileiras como locais adequados para confinar uma criança por quatro ou cincos horas por dia. Os nossos governantes não garantem nem educação de qualidade, nem segurança, nem respeito pelos educadores, nem sinceridade nas suas pregações falsas pré-eleitorais. Não, de forma alguma que se deve confiar mais no tipo de aprendizado que os jovens estão recebendo nas escolas é visível a precariedade do ensino brasileiro, é inacreditável a inversão das causas atualmente em nossa sociedade onde a pretensão de um pai em se colocar um filho dentro da escola seria para aprender pelo menos alguns valores básicos, mas elas saem pela porta das instituições inegavelmente trôpegas sem se quer saber a diferença entre mal e mau. Por essas e outras razões é que os educadores de berço são peças fundamentais na estrutura de formação dos jovens brasileiros de hoje em diante. Eles precisam mais do que nunca de uma infância e pré-adolescência com um planejamento de ponta.    

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A fera dentro de ti


Essa fera que se revela por alguns minutos é importante, é essa fera que faz nascer sua vontade de viver, por que ela luta contra a fragilidade e imbecilidade que se manifesta constantemente. Não vejo necessidade alguma de esconder a fera que a dentro da gente, isso fortalece e deixa bem claro: Não me compre como hipócrita, afaste-se de mim anomalias perversas.

domingo, 19 de junho de 2011

Impulso criativo



Todos os impulsos nascem de uma explosão devastadora de ideias e o impulso criativo é um dos mecanismos complexos que só os grandes seres sabem manusear de forma pura e correta, de forma a beneficiar não somente ao próprio bem estar interior, mas a toda uma parcela de apreciadores das grandes criações.  Os poetas são os que mais sabem como funciona tal mecanismo, pois existe no interior do poeta certa vontade de criação interminável que se alastra para toda forma de percepção, admiração as coisas, visualização e fixação. O olhar determina o grau maciço da vontade de criar e o corpo sob influência da eletricidade do pensamento faz mover ideias e mais ideias sem parar. A propulsão da criação deixa rastros que não se apagam jamais, carrega a vontade e transforma o criador em um ser diferente dos demais, torna o ser confiante, aplicado e educado em sua e nas demais artes. O impulso criativo transforma um espírito.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Aos adoradores



Não me venha com essa pobreza de espírito dentro de uma mala sem fundo ao falar de paraíso. Fale-me do inferno, pois o inferno se ajusta perfeitamente dentro de tua bagagem.