quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Um momento de depressão


Uma semana e já não escrevo mais nada, fugiu-me os sentidos num momento em que a depressão conquistou um largo espaço do meu corpo, a vontade de permanecer estático na cama por um mês vaga em meus pensamentos. Por uma semana meu mundo despencou completamente, talvez pelo fato de parar um pouco e refletir tudo que me ocorreu durante meus vinte e três anos de vida e mais ainda por que dentro desses dois anos que me propus a pesquisar tudo sobre o processo de conhecimento dos mistérios que envolvem nossa vida. O fato concreto da minha depressão foi quando parei e pensei o quão é impressionante a vida em sua extensão de nada. Nascer e crescer dentro de uma sociedade que te engana, que te educa dentro de conceitos mentirosos e ilusórios, essa sociedade que te faz pensar que existe um outro mundo bem melhor depois desse e você acaba descobrindo que tudo não passa de grande falácia, que te enganaram durante anos e muitos ainda insistem nessa loucura, insistem em querer te enganar.


Agora consigo de uma forma inteligente repensar o arcadismo de conceito pregado de viver e fazer hoje, viver o presente, deixar que as coisas aconteçam sem a mínima repudia. O amanhã é indecifrável, a vida pode não mais existir amanhã, minha vida pode não mais está sob a luz do sol na manhã seguinte. É preciso deixar o futuro de lado às coisas só acontecem no presente, aproveitar cada minuto é importante, pois o tempo não para e sua velocidade comanda a extensão das vidas.

O suicídio já foi o refugio dos desiludidos da vida, hoje o ser humano ao passo que cresce intelectualmente percebe-se que o suicídio é tolice visto que a minha razão me diz que vou morrer, que não vou viver para sempre, que não serei eterno, então por que não permanecer em meu estado e acompanhar o processo de evolução, assistir cada descoberta fantástica, cada passar de ano vendo a transformação dos seres, do mundo e do universo. Quando penso em tudo isso imagino logo uma planta ela nasce por que o solo é propicio a seu desenvolvimento e seu objetivo é simplesmente crescer, dar frutos, envelhecer e morrer. Nascemos por que a terra é propicia ao nosso desenvolvimento, nosso objetivo é reproduzir, formar uma família para dar continuidade à espécie, envelhecer e morrer nenhum ser vivo foge dessa linha de pensamento. E não a nada de divindade ou fantasias em volta da beleza evolutiva.



2 comentários:

  1. DEPRESSÃO
    Sou terapeuta em REFLEXOLOGIA,
    pelo I.O.R., 73 anos de idade com 40 anos dedicados ao estudo e pesquisa do comportamento humano. Tenho atendido vários clientes que sofrem de DEPRESSÃO
    Recebendo as técnicas da REFLEXOLOGIA, o Paciente consegue obter ótimos resultados; que proporcionarão assim uma excelente melhora em sua qualidade de vida.
    A REFLEXOLOGIA consiste em ativar pontos específicos nos pés, desbloqueando canais
    de comunicação com o cérebro, para que este
    possa agir, corrigindo assim o problema.
    Não tem contra indicação para estes
    casos e não usa medicamentos
    Sugiro assistir as DUAS reportagens sobre meu trabalho, exibida na TV Aparecida.
    1-
    http://www.paulinas.org.br/paulinas_tv/especiais/video.aspx?video=ev20090806a
    2- http://www.paulinas.org.br/paulinas_tv/especiais/video.aspx?video=ev20100430a
    clicar em VIDA EM FOCO

    São Paulo SP ( Metrô Santana) BRASIL.
    www.djalma.com.br

    ResponderExcluir
  2. É amigo, senti mesmo falta de seus escritos... eu tb passo por fases assim, de não querer sair da cama. Então eu me entrego, mas com prazo determinado! fico dois dias sem fazer nada, absolutamente nada, só dormindo. Acordo e tomo mais uma pílula mágica e volto ao mundo dos sonhos. Eu sonho que estou comendo muitas coisas gostosas, ou que estou feliz, mas nunca vejo o que está acontecendo ao meu redor. É o que vc diz quando escreve sobre viver o presente. Acho que deixar de encucar com o futuro é uma boa saída para nossos males, mas como isso é difícil! Por isso minha cama é meu refúgio!
    Abraços.

    ResponderExcluir