quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O crucificado e suas cômicas aventuras


Tendo ele chegado ao outro lado, à terra dos Gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.
E eis que gritaram, dizendo: Que temos nós contigo, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?
Ora, a alguma distância deles, andava pastando uma grande manada de porcos.
E os demônios rogavam-lhe, dizendo: Se nos expulsas, manda-nos entrar naquela manada de porcos.
Disse-lhes Jesus: Ide. Então saíram, e entraram nos porcos; e eis que toda a manada se precipitou pelo despenhadeiro no mar, perecendo nas águas.
Os pastores fugiram e, chegando à cidade, divulgaram todas estas coisas, e o que acontecera aos endemoninhados.
E eis que toda a cidade saiu ao encontro de Jesus; e vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos.

                                                                   Do livro de Mateus c.8, v. 28-34

Eis o homem mais falado das escrituras, mais aclamado e louvado de todos os tempos. Eis o homem que arrasta multidões a templos de adorações, eis o homem pregado dentro de um livro dito sagrado por conter palavras dele. Um homem que abominava carne de porco e, no entanto seu pai talvez tenha criado para quando seu filho fosse expulsar endemoninhados fazer o que fez com os dois descritos a cima e que ao em vez de expulsar os demônios do corpo dos dois infelizes e livrarem-nos do mal os jogou penhasco abaixo junto aos porcos , deixando os pastores sem sua fonte de alimentação além de aterrorizar-los. Não é de se estranhar que toda a cidade tenha rogado para que esse louco se retirasse.





Nenhum comentário:

Postar um comentário