terça-feira, 27 de julho de 2010

Dialogo com um ateísta

                                                                                   

                                                                                            Baixada Santista,



                                                                                           25 de julho de 2010

Meu caro ateísta,


Resolvi te escrever pelo fato de saber da sua ligeira tomada de decisão referente aos conceitos que rodeiam nossa vida, não somos obrigado a aceitar nada sem o verdadeiro conhecimento, sem a nossa própria idealização do fato, sem o consentimento do ego. Viver é isso meu amigo passar por cima de tudo para defender suas próprias crenças baseadas em fatos lógicos e concretos, passados por vários testes de veracidades. Nunca diga sim aquilo que você desconfia, nunca aceite nada sem antes consultar suas fontes infinitas isso é primordial, isso se chama vontade de conhecimento. Valorize e duvide de tudo aquilo que se manifesta dentro de ti, pois só assim você conseguira definir verdade de mentira e formara para toda sua vida um ideal concreto, então estará pronto para contestar com qualquer um.


A carta que você me enviou está dotada de sentimento isso mostra que um ateu não é só um intelectual trabalhado para atacar tudo direcionado contra a sua forma de pensamento, as suas crenças. O descrente é também um ser humano e a sua linha de visão totalmente diferente, pois ele ver o que os outros fazem questão de esconder. Percebi em sua carta no penúltimo parágrafo se não me engano uma grande percentual de tristeza, entendo muito bem passei por isso tantas vezes, as pessoas em volta, seus próprios familiares te olham estranhando te achando um demônio, um traidor dos preceitos ensinado por eles, um relacionamento serio é bastante complicado a compreensão em torno do assunto é complexa. É preciso muita paciência, é preciso não perder o controle, é preciso não tomar um dialogo longo com qualquer pessoa, visto que, a qualquer momento esse tipo de pessoa vai abordar o assunto que te repudia, o assunto que te faz falar sem medo, o assunto que te faz contestar a qualquer custo. Sei que vai ser dureza para você se acostumar com tudo isso, mas como já te falei é preciso, nossas verdades e dignidade estão em jogo, não somos bobos para acreditar em quaisquer besteiras que nos falam.


Senti uma firmeza revigorante em ti quando simplesmente escreveu que viver depende de escavar, escavar e escavar cada idéia que surge, pois só assim é que se chega ao magma de uma verdade esperada. Esse seu pensamento me deixou bastante satisfeito, vejo que outros além de mim vão fundo em busca do que se acredita, em busca de novos valores para poder de uma vez enterrar os velhos e esquecê-los definitivamente. Viver de fantasias é mera idoneidade para a covardia, só um covarde vive depositando fé em fantasias, só os covardes dão as mãos, ajoelham-se e sussurram tempo perdido embaixo de um templo patético. Quero te dizer meu amigo não pelo fato da minha crença em hipocrisias terem acabado há muito tempo, mas sim pela sua decisão em conhecer é pra isso que serve o dispositivo dentro de sua cabeça. Chegamos num tempo que se faz de tudo pelo capitalismo e pela lavagem cerebral que anda fazendo na maioria dos seres humanos, deram-nos a democracia apenas como plano de fundo na realidade eles querem nos fazer de fantoches e só serão transformados em fantoches de porcos criacionistas quem diz sim ao que eles chamam de verdade.


Peço que mantenha sempre contato comigo, quero saber da sua evolução em torno do que discutimos, com relação a sua família tente com um pouco mais de calma explicar seus pensamentos, talvez eles entendam e mesmo se não entender não desista lute pelos seus ideais isso é maravilhoso. Quero que assista ao filme, criação ele aborda o processo de publicação da teoria da evolução de Charles Darwin, com certeza você vai gostar e vai entender, pois sua inteligência é o diferencial não deixe isso escapar de você é fundamental para seu crescimento interior. Quando o silencio se tornar presente aproveite, nada é mais grandioso do que o silêncio em tempos de conhecimento profundo, faça do silêncio seu alimento principal e não se esqueça de pesquisar, pesquise muito, pesquise sem medo só assim se encontra o que se procura.


Atenciosamente,

                                                                                            Extemporâneo

2 comentários:

  1. creio q o suicida assim se comporta pq em algum momento acreditou de verdade no mundo.... e mtas vezes acreditar é algo tao coerente com a razao (intelig^ncia) o qto necessario

    otimas consideraçoes na carta

    ResponderExcluir
  2. Nossa, lindo tecto! se vc puder, publique a carta, ou trechos dela, no blog... parabéns ppelas colocações e considerações!

    Abraços

    ResponderExcluir