quinta-feira, 10 de junho de 2010

A juventude do amanhã



A soberba juvenil habitando tempos de exageros, desesperos e confusões de idéias junto a varias provações indesejadas. Aqueles que pensam em uma juventude educada, moldada e eticamente alinhada esqueçam todo esse sonho, toda essa provável visão de um futuro próximo, a sociedade cria mulas para nós representar mais adiante, asnos educados por conta própria não diria educados e sim envergados em suas próprias orgias horripilantes.

São vários fatores que desviam os jovens de um caminho honroso, mais sem duvida alguma apenas três tem influencia direta no crescimento mental. Primeiro a educação adquirida em seu berço que é totalmente arrogante e ineficiente para a total compreensão da sociedade, um jovem que alcança liberdade prematuramente tem total chance de ser um alguém irregular quanto a moral inexistente do século reinante. A colaboração dos educadores de berço tem de ser primordial, regida a ferro e ao mesmo tempo consciente e positiva, precisa-se moldar inteligentemente o caminho, pois eles não sabem o caminho, eles pegam qualquer caminho e esse qualquer caminho a maioria das vezes é sempre o caminho da imbecilidade de vícios, eles não pensam com o cérebro pensam com os desejos mais mesquinhos que se manifestam por excelência hipocritamente. São seus genitores os culpados pela projeção de modos e moral incorretamente. Os jovens não sabem pensar e os genitores são incapazes de educar. Segundo se os educadores de berço não conseguem educar corretamente e quando conseguem existe um empecilho bem maior, mais a frente, a sociedade fator contra a educação de berço corrompe, muda a estrutura, o perfil e a forma de pensar da juventude que corre torto em sua linha de conduta. O papel da sociedade na formação de um jovem homem competente, reto, incorruptível é de extrema importância sendo ela a detentora do contato constante e direto com o jovem, ela que fornece o carpem diem destruidor, depredador, aniquilador de bons modos. Se não houver forma de cessar o deterioramento da sociedade de forma alguma teremos jovens capazes de entender e respeitar preceitos universais e seus filhos nascerá com os mesmo distúrbios de pensamento formando assim um planeta de doentes mentais.

Terceiro a noção. Perdeu-se completamente a noção de tempo, espaço, noção das coisas em volta. Veste-se mal, por que a moda de cada dia exige que cada um revele seu perfil pela forma de se vestir, de se comportar o comportamento é deplorável, a educação parece não existir mais, parece um conceito antigo desconhecido, o vocabulário muda perde-se a noção da semiótica estruturada e correta, a gramática é assassinada arrogantemente e toda palavra aferida, inventam-se novas regras enquanto outras morrem sorrateiramente pelas bocas de jovens que representarão la na frente a humanidade. A depredação do corpo é fato marcante, o corpo virou objeto de transformação brutal, se fura, se corta, se pinta é grotesca qualquer forma de mutilação do corpo. Eles mutilam o corpo e não sabem que a alma já é mutilada pelo sistema que rege a casta da juventude porca. Falar asneira na brutal consciência de que se esta na badalada moda, falar asneira experimentar bobagens e como são toscos eles até viciam-se, andam em grupo destroem seu próprio espaço, urinam em seu próprio berço, abominam seus descendentes mais íntimos e tornam-se tudo que querem, um leva o outro todos andam de mãos dadas com a evolução ineficiente, todos grudam na liberdade extasiada e mesclada de eu posso tudo. A noção de espaço é pisoteada e destruída, pois com ela anda-se em linha reta, com ela estabelece em torno dos acontecimentos as virtudes, se conhece a virtude, levanta a moral. Sem ela as coisas giram em torno dos vícios, das modas, das arruaças e da aniquilação de idéias.

Comer do mesmo prato que os jovens globais comem alguns poucos fazem, alguns poucos tomam rumos diferentes desses maquiavélicos iludidos em orgias. Os passos que eles dão têm a mesma medida em todas as caminhadas, em todas as direções, em todas as investidas. O prato que eles comem é sujo por completo e o alimento verbal incoerente e bem digerido pela a sociedade que apóia e dizem: Olha ai a nação futura, eles serão a nossa saída.

O canal de tubulação de falsas crenças é crescente em qualquer ramo do sistema que rege o planeta terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário